SINGLE POST

Podcast talk about everything

ABOUT

Adobe avança no e-commerce com serviço de pagamentos para lojistas

Nesta quarta-feira (15), a Adobe anunciou que acrescentará serviços de pagamentos à sua plataforma de serviços para e-commerce Adobe Commerce.

O intuito da empresa é trazer facilidade aos lojistas que usufruem de sua plataforma, com mais métodos de pagamentos e, com isso, também atrair mais empreendedores de menor porte a utilizarem o e-commerce da Adobe.

A novidade deve ser liberada para lojistas nos Estados Unidos ainda este ano, em dezembro. O serviço contará com integração com o PayPal para processar os pagamentos feitos com cartões de crédito e débito.

Para aumentar disputa com a Shopify, Adobe entra para o mercado de pagamentos. Créditos: Shutterstock

No entanto, o acordo firmado com o PayPal não é exclusivo e outros processadores de pagamentos podem ser aceitos com a expansão da plataforma prevista para 2022.

Desde 2018, a Adobe oferece o serviço de e-commerce para empresas. A operacionalização do negócio se deu após a companhia adquirir a Magento no mesmo ano, por US$ 1,68 bilhão.

Atualmente, no entanto, os clientes da Adobe Commerce precisam possuir seus próprios sistemas de pagamento, o que não é um empecilho para grandes empresas, mas afasta as pequenas companhias de usufruir da plataforma.

“O que eles estão procurando é simplicidade de operações e ter todos os relatórios e reconciliações em uma única ferramenta”, afirmou o diretor de estratégia comercial da Adobe, Peter Sheldon, à Reuters.

Leia também!

IPO: Multilaser quer ampliar oferta de produtos e mira expansão internacionalGoogle na mira: regulador antitruste multa empresa em US$ 180 milhões; veja o motivoMercado Livre firma parceria para investir em negócios digitais

A atitude da Adobe aumenta a competição com a Shopify. A plataforma de e-commerce concorrente registrou, em 2020, uma receita total de US$ 2,93 bilhões e mais da metade desse montante foi proveniente de serviços prestados a lojistas – só para se ter uma ideia do quão promissor pode ser esse investimento para a Adobe.

Para o diretor de pesquisa para comércio digital no IDC, Jordan Jewell, o movimento “é similar à da Shopify em algumas maneiras, mas também está apenas tentando monetizar porções diferentes do que um vendedor precisa fazer para vender online”.

Crédito da imagem principal: JHVEPhoto/Shutterstock

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

O post Adobe avança no e-commerce com serviço de pagamentos para lojistas apareceu primeiro em Olhar Digital.

Starting a Business Instead of Going to College

Get Motivated By Working On Your Passion

I Struggle With Confidently Pricing My Services

Related Post