‘Drones assassinos’: ataques autônomos preocupam acadêmicos

Um relatório recente da ONU apontou que “drones assassinos” já estão conduzindo ataques aéreos sem nenhuma participação humana na tomada de decisão.

Isso significa que veículos aéreos não tripulados estão decidindo quem e como atacar durante incursões em territórios hostis.

A situação preocupa professores universitários e pesquisadores, que publicaram um manifesto na revista científica IEEE Spectrum.

Para os acadêmicos, o uso de armas autônomas letais deve ser banido imediatamente e nações de todo o mundo devem assinar um tratado para garantir que drones assassinos nunca mais sejam usados.

O manifesto foi acompanhado de um vídeo produzido pelo Future of Life Institute, uma organização sem fins lucrativos que tem o objetivo de educar sobre os riscos da inteligência artificial e das armas nucleares.

A comunidade internacional também tem se movido para pressionar pelo fim dos sistemas de armas autônomas. Entre os esforços, está uma declaração do Comitê Internacional da Cruz Vermelha, pedindo a proibição dos sistemas de armas autônomas que são projetados ou utilizados para aplicar força contra pessoas.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

O post ‘Drones assassinos’: ataques autônomos preocupam acadêmicos apareceu primeiro em Olhar Digital.